« voltar

A base da conversação.

Na aula você aprende o inglês em forma de perguntas, respostas e interações. Há um motivo para isso: é o formato da conversação.

Conversação é interação. Por isso,

 

1) PRONÚNCIA Pratique a pronúncia  para o ouvido do outro. Não adianta achar que está dizendo “three” (três) se ele entender “tree” (árvore). Vale o que ele ouve. É com essa ideia que o professor corrige sua pronúncia. Agradeça-o.

 

2) O OUVIR (listening). Você deve praticar o “listening” para entender o outro. Sem entender o que o outro diz… como interagir? Lembre-se: você só fala o português por ter tido o “listening” desde o primeiro dia de vida!

 

3) FRASES. É a frase que leva suas idéias e intenções. Pela importância vamos repetir: é a frase é que transporta ideias e intenções. Então, memorize frases. Frases e não palavras.

 

4) PERGUNTAS. Sem praticar as perguntas, você só tem a metade da conversação. Saber perguntar é o que mantem você na conversação.

 

Abraços,

Moriaki HIjo.

 

 

Para pensar.     

“Não ‘fale’ às pessoas como num monólogo. Pergunte o que elas pensam e escute as respostas. Um processo de comunicação construtivo faz com que o receptor se sinta valorizado. Além do mais, todos tendemos a apoiar e abraçar o que ajudamos a criar…” 

Por James M. Edler, Gerente de Mudança Organizacional, Aircraft Engine Division, General Eletric Company.

Do livro “Ah, seu eu soubesse” de Richard Edler (Negócio Editora). Página  146.

(Fim).